Telê Santana - Telê Santana da Silva, uma biografia < Artigos < Duplipensar.net Português do Brasil  English 
 

 
TELÊ SANTANA - Telê Santana da Silva, uma biografia Biografia de Telê Santana TELÊ SANTANA - Telê Santana da Silva, uma biografia Biografia de Telê Santana TELÊ SANTANA - Telê Santana da Silva, uma biografia Biografia de Telê Santana TELÊ SANTANA - Telê Santana da Silva, uma biografia Biografia de Telê Santana TELÊ SANTANA - Telê Santana da Silva, uma biografia Biografia de Telê Santana TELÊ SANTANA - Telê Santana da Silva, uma biografia Biografia de Telê Santana TELÊ SANTANA - Telê Santana da Silva, uma biografia Biografia de Telê Santana  



Telê Santana da Silva (26.06.1931 a 21.04.2006)
Daniel Silva - Publicado em 21.04.2006




Publicidade


Telê Santana vai deixar muita saudade.

Bicampeão do mundo com o São Paulo e técnico de duas Copas do Mundo, o técnico nasceu na cidade de Itabirito, Minas Gerais em 26 de junho de 1931.

Considerado um dos maiores técnicos de toda a história do Brasil, Telê Santana acumulou muitos títulos como jogador e técnico. Curiosamente começou a carreira como goleiro, mas percebeu que a ponta era a sua melhor posição. Na carreira de jogador não chegou a vestir a camisa da seleção brasileira, mas teve passagens memoráveis no Fluminense, Guarani, Madureira e Vasco. Durante a sua carreira Telê teve a concorrência de craques como Julinho Botelho e Garrincha, se jogasse hoje certamente Telê teria sido titular da Seleção Brasileira.

O ponta Telê iniciou sua carreira no Itabirense Futebol Clube, sua carreira deslanchou mesmo quando foi transferido para o Fluminense. Telê é o terceiro jogador que mais vestiu a camisa do tricolor carioca. Como jogador do Fluminense marcou 165 gols em 556 jogos, o mais importante foi a conquista do campeonato carioca de 1951 e 1959, Rio - São Paulo de 1957 e Copa Rio - Mundial de Clubes (1952).

Por ser franzino e insistente Telê ganhou o apelido de "Fio de Esperança. Jogador habilidoso e leal, Telê se orgulhava de ter ganhado o troféu Belfort Duarte, prêmio concedido aos jogadores de futebol que para atletas que eram exemplos de disciplina.

Depois de encerrada a gloriosa carreira de jogador Telê incluiu o sobrenome Santana e virou técnico, justamente no Fluminense em 1967, dirigindo os juvenis do clube. Dois anos depois passou a ser o técnico dos profissionais. Telê foi o primeiro técnico campeão brasileiro com o Atlético Mineiro em 1971.

A conquista de vários campeonatos fez de Telê a escolha para o supertime do Brasil para a Copa da Espanha em 1982.

"Bota Ponta, Telê" cobrava o personagem de Jô Soares ao técnico da seleção. O personagem de Jô Soares não havia entendido que os esquemos táticos mudaram, mas Telê fez uma seleção competitiva e que jogava bonito. A seleção de 1982 é considerada uma das três melhores seleções brasileiras de todos os tempos, atrás das de 1958 e 1970.

Infelizmente havia um inspirado Paolo Rossi no caminho da espetacular seleção canarinho de Zico, Falcão, Júnior e Sócrates na tragédia do Sarriá, a inesperada derrota por 3 a 2 para a Itália no jogo decisivo da segunda fase da Copa da Espanha.

Em 1986, novamente técnico e novamente uma derrota com o time favorito, desta vez para a França de Platini nas quarta-de-final. Rigoroso com a disciplina, Telê era chamado de ranzinza e exigente. Em 1986 cortou da seleção Renato Gaúcho e Leandro meses antes da Copa do México. Depois de anos os desafetos fizeram as pazes.

Muito questionado e chamado de pé-frio, Telê teve reconhecimento com sete títulos conquistados dirigindo o São Paulo, entre eles o bicampeonato da Libertadores e o bicampeonato do Mundial Interclubes com o São Paulo em 1992 e 1993, derrotando as potências econômicas do Barcelona e Milan. Em 1996, Telê Santana sofreu uma isquemia cerebral durante exames de rotina que debilitou sua saúde e o afastou dos campos de futebol. A família suspeita que a isquemia ocorreu por erro médico. O São Paulo FC aina esperou a recuperação do técnico, mas teve de promover o seu assistente e atual técnico Muricy Ramalho. Telê ainda tentou ser diretor-técnico do Palmeira alguns meses depois, mas seu estado de saúde não permitiu.

Em 2003, Telê Santana teve foi submetido a uma cirurgia para amputação de parte da perna esquerda. Em 2006 seu estado piorou progressivamente. O reconhecimento da torcida foi emocionante: nos últimos jogos Telê Santan foi homenageado por jogadores em todo o país. Desde 25 de março o ex-treinador estava internado na CTI do Hospital Felício Rocho, em Belo Horizonte (MG) lutando contra o seu adversário mais difícil. No dia 4 deste mês o ex-treinador foi submetido a uma traqueostomia. Infelizmente, Telê Santana, o glorioso Telê, morreu nesta manhã em Belo Horizonte aos 74 anos.

Telê morreu no mesmo dia que Tiradentes e Tancredo Neves. Tiradentes morreu em 21 de abril. Joaquim José da Silva Xavier foi condenado e executado no Rio de Janeiro por sua luta pela independência de Minas Gerais e do Brasil em 1792. Tancredo Neves morreu em 21 de abril por sua luta pela independência de Minas Gerais e do Brasil em 1792. Telê Santana também morreu em 21 de abril. Telê Santana, um herói do Brasil.

Nome Completo: Telê Santana da Silva

Nascimento: 26 de junho de 1931
Morte: 21 de abril de 2006

Times de Telê Santana como jogador:
Itabirense Futebol Clube
Fluminense
Guarani
Madureira
Vasco da Gama

Estréia de Telê Santana no futebol profissional: 1951 - Fluminense

Títulos como jogador:
• Campeonato Carioca (1952 e 1959)
• Torneio Rio - São Paulo (1957 e 1960)

Equipes que Telê Santana foi técnico:
• 1969-1970 - Fluminense
• 1970-1976 - Atlético Mineiro
• 1977-1979 - Grêmio
• 1980-1982 - Palmeiras
• 1982 - Seleção Brasileira (Copa de 1982 - Espanha)
• 1983-1985 - Al Ahly da Arábia Saudita
• 1986 - Seleção Brasileira (Copa de 1986 - México)
• 1988-1989 - Flamengo
• 1990-1996 - São Paulo

Títulos de Telê Santana como técnico:
• 1969 - Taça Guanabara e Campeonato Carioca (Fluminense)
• 1970 - Campeonato Mineiro (Atlético Mineiro)
• 1971 - Campeonato Brasileiro (Atlético Mineiro)
• 1977 - Campeonato Gaúcho (Grêmio)
• 1983 - Campeonato da Arábia Saudita e Copa do Golfo (Al Ahly)
• 1984 - Campeonato da Arábia Saudita (Al Ahly)
• 1985 - Copa do Golfo (Al Ahly)
• 1988 - Campeonato Mineiro (Atlético Mineiro)
• 1991 - Campeonato Brasileiro (São Paulo)
• 1991-1992 - Campeonato Paulista (São Paulo)
• 1992-1993 - Copa Libertadores de América e Campeonato Mundial Interclubes (São Paulo)
• 1993 - Supercopa Sul-americana (São Paulo)
• 1993-1994 - Recopa Sul-americana (São Paulo)
• 1994 - Copa Conmebol (São Paulo)


[+] Envie este artigo para um amigo: