Diário de Winston Smith << Duplipensar.net

Diário de Winston Smith
Winston Smith é o protagonista da obra-prima de George Orwell, 1984. Num mundo em que os todos são vigiados permanentemente através da tecnologia, Winston compra um simples bloco de papel para registrar seus pensamentos


  Diário de Winston Smith, o blog do Duplipensar.net

O presente é o passado
A absoluta reconquista mexicana
George Orwell é o segundo melhor escritor britânic...
Jogador muda de nome para a Copa do Mundo de Rugby...
Corra que a polícia vem aí!
Bebê fica famoso na web antes de nascer
O Grande Irmão Chávez usa a tragédia do Peru para ...
Governo português, CIA, FBI e Vaticano alteram a ...
Decida pelo terceiro mandato de Lula
Curiosidades incovenientes do Pan
O Ministério da Verdade informa os próximos passos...


O passado é o presente
06.2004
07.2004
08.2004
09.2004
10.2004
11.2004
12.2004
01.2005
02.2005
03.2005
04.2005
05.2005
06.2005
07.2005
08.2005
09.2005
10.2005
11.2005
12.2005
01.2006
02.2006
03.2006
04.2006
05.2006
06.2006
07.2006
08.2006
09.2006
10.2006
11.2006
12.2006
01.2007
02.2007
03.2007
04.2007
06.2007
07.2007
08.2007
09.2007
02.2008
04.2008

Página Atual

 



Perspectiva 2006

Olhar o futuro é fácil. Basta ver o que aconteceu no passado. Difícil mesmo é entender os fatos do presente.

O que vai acontecer em 2006.
- Lula será atacado por quase todos os lados.
- Lula será defendido por aqueles que ganham muito com ele no poder.
- O Ministério da Verdade apresentará números grandiosos.
- George W. Bush dirá que não sabia de nada.
- Lula dirá que não sabia de nada.
- Novos escândalos vão aparecer.
- Novas clonagens.
- Saddam Hussein de ditador virará libertador para muitos.
- Novos atentados em cidades importantes. Mundo impotente.
- Depois dos ataques ao ônibus 350 no Rio de Janeiro e do Infeliz Natal na 25 de Março. Novos atentados no Brasil.
- Você será ainda mais vigiado.
- Mais um best-seller patético será lançado.
- Zebras na Copa do Mundo e uma final entre as potências.
- Programas assistencialistas vão aparecer mais em ano de eleições.
- Juízes vão continuar roubando os jogos e os torcedores acreditando.
- O Roberto Carlos vai fazer um especial de fim-de-ano.
- Lula vai falar besteira.
- Os oportunistas que saíram correndo do PT vão cuspir no prato que comeram.
- Os fascilósofos vão culpar a mídia.
- Os petistas vão culpar a mídia.
- Quem perder vai culpar a mídia.
- Rubinho vai culpar o motor.
- Mulheres sensacionais vão aparecer e desaparecer da mídia.
- Preta Gil não fará nada e continuará celebridade.
- Os juros vão cair para as eleições.

Surpresas acontencem, mas será um ano a mais ou mais um ano?




Tirando uma casquinha dos tricampeões

Depois de 35 horas de vôo, os tricampeões do São Paulo desembarcaram para outra maratona. Percorrer a cidade de São Paulo sobre um trio-elétrico.

O pior desta história desumana foi ver dois candidatos a presidente tirarem suas casquinhas dos campeões, aliás, tricampeões mundiais.

O prefeito palmeirense José Serra é pré-candidato a presidente em 2006. O governador santista Gerlado Alckmin é pré-candidato a presidente em 2006. Os dois posaram, entregaram placas e até levantaram o troféu. Em nome da popularidade vale tudo. Se deixassem eles beijariam até o escudo do uniforme. Políticos são assim.

Os campeões devem ainda ir à terra do mensalão para que um corintiano (candidato que não se diz candidato) também se promova a custo do esforço alheio. Ora, tratando-se de políticos isto não é nenhuma novidade. Infelizmente.




Para a sua segurança

O governo estadunidense vai continuar a monitorar os cidadãos. Depois de a informação ter vazado o presidente dos EUA disse que não abrirá mão da escuta ilegal de todos os cidadãos suspeitos de apoiarem ações terroristas.

Certamente que um país continental como os Estados Unidos tem todo o direito de se defender, principalmente do perigo interno, mesmo assim a nova caça às bruxas tem um sério problema a resolver: classificar quem é suspeito ou não. Será aquele que acessou o site da Al-Jazeera ou aquele que faz ligações para pessoas na Arábia Saudita (aliada dos EUA e país com maior número de terroristas de 11/9)? O risco é classificar como suspeitos opositores, artistas, escritores, editores de sites a até os defensores de interesses contrários aos dos que estão no poder.

O 11 de setembro não acabou. Por anos e anos ele será uma desculpa para que você (sim, você, de qualquer lugar do mundo), seja vigiado e punido. Caçar e Punir. Mãe de todas as bombas. Armas de destruição em massa. Ameaça nuclear. Perigo Vermelho. Alerta Vermelho. O Império do Mal. O Eixo do Mal. Os mexicanos vão invadir a Califórnia. A Máfia Siciliana. Os cubanos. Fidel. Chávez. O cocaleiro presidente. Medo. Medo. Mais medo. Para a proteção dos cidadãos. O estado quer o nosso bem. O Grande Irmão zela por ti.

Pense bem se fosse no Brasil com este governo da Ancinav, Mensalão, Caixa 2 e Dicionário da Censura. Seria muito pior.

Para não esquecer uma música da Plebe Rude que tem cerca de 20 anos.

Proteção

Será verdade,será que não
Nada do que eu posso falar
e tudo isso pra sua proteção
Nada do que eu posso falar

A PM na rua, a guarda nacional
Nosso medo sua arma, a coisa nao tá mal
A instituição está aí para a nossa proteção
Pra sua proteção

Tanques lá fora, exército de plantão
Apontados aqui pro interior
E tudo isso pra sua proteção
Pro governo poder se impor
A PM na rua nosso medo de viver
O consolo é que eles vão me proteger
A única pergunta é: me proteger do que?
Sou uma minoria mais pelo menos falo o que quero apesar da repressão
...é para sua proteção...
...é para sua proteção...

Tropas de choque, PM's armados
Mantêm o povo no seu lugar
Mas logo é preso, ideologia marcada
Se alguém quiser se rebelar
Oposição reprimida, radicais calados

Toda angústia do povo é silenciada
Tudo pra manter a boa imagem do Estado!
Sou uma minoria mais pelo menos falo o que quero apesar da repressão
...é para sua proteção...
...é para sua proteção...
Armas polidas e canos esquentam
esperando pra sua função

Exército brabo e o governa lamenta
que o povo aprendeu a dizer "Não"
Até quando o Brasil vai poder suportar?
Código Penal não deixa o povo rebelar

Autarquia baseada em armas - nào dá!
E tudo isso é para sua segurança.
para sua segurança.




A nova corrida espacial já começou

Os chineses entraram para a história da corrida espacial como o terceiro país a enviar um ser humano ao espaço por esforços próprios. Agora, a China antecipa a sua ida à Lua em um ano, depois de a Nasa ter programado para 2018 o retorno ao satélite de nosso planeta.

A corrida agora é para ver quem leva o primeiro ser humano à Lua neste século.

Anúncios deste tipo são extremamente populares e aumentam o patriotismo. Todas as vezes que os governos das potências querem desviar da prole um erro eles lançam este tipo de notícia. Assim foi recentemente com George W. Bush e agora com os chineses.




A diferença entre Jerusalém e o Rio de Janeiro

Um dia, convesando com um amigo, descobri que ele tinha morado em Jersualém. Fiquei curioso e perguntei se ele não achava inseguro entrar num ônibus e saber que a qualquer momento poderia explodir. A resposta foi com uma outra pergunta:
- Você não tem medo de bala perdida?

Sim, bala perdida, violência, roubo, tudo isto existe no Rio de Janeiro, mas entrar no ônibus e ser destruído junto com o coletivo não. Pelo menos até algumas semanas atrás quando traficantes queimaram pessoas vivas no ônibus da linha 350.

A conversa foi há dois anos e o incidente há poucas semanas, mas os dois já estão no buraco da memória. Agora todos querem saber da Croácia, Austrália e Japão, os adversários do Brasil na Copa do Mundo.




É proibido morrer

O prefeito da cidade paulista de Biritiba-Mirim deu uma de Odorico Paraguaçu às avessas.

A Câmara Municipal da cidade deve aprovar o projeto do prefeito Roberto Pereira da Silva que proíbe as pessoas de morrer. Isso mesmo. O cemitério da cidade está lotado e quase toda a área do município é preservada. O projeto foi uma forma de protestar com o governo estadual para a liberação de um cemitério vertical.

As penas para os mortos ainda não foram decididas.




25 anos sem John Lennon

Há exatos 25 anos John Lennon era assassinado. Em frente ao edifício Dakota, o ex-beatle levou quatro tiros de um maluco em busca de fama.

Curiosamente a morte de John Lennon coincide com a data da criação da CEI (Comunidade dos Estados Independentes) em 1991 e da Nafta em 1993.

Há poucos dias foi lembrado os 50 anos do incidente com Rosa Parks, a mulher do Alabama que se recusou a dar o seu lugar a um homem branco no ônibus. Dez anos depois da Segunda Guerra, os Estados Unidos, a terra da Liberdade, brancos e negros tinham que se sentar em lugares separados nos coletivos. E, se faltasse um lugar para os brancos, os negros tinham de ceder seus lugares. Parks recusou e foi presa.

Para que não sabe, Jesse Owens, que a propaganda estadunidense, usou e abusou para combater o nazismo e promover a liberade, também tinha que ceder o seu lugar a qualquer branco se lotasse o ônibus que estava.

Neste mesmo país, o inglês Lennon e sua esposa japonesa Ono só não foram extraditados porquê na época as agências de inteligência os consideraram pouco revolucionários devido à dependência de substâncias químicas.

Lennon e Parks tiveram vidas diferentes, mas um desejo único de mudar o mundo para torná-lo mais justo. Parks morreu em outubro deste ano aos 92 anos. Lennon morreu há 25 anos quando retornava a sua carreira após cinco anos dedicados aos seu filho mais novo.

Conselho de Voltaire para se tornar eterno: faça uma obra. É a única forma que seu pensamento sobreviverá ao tempo.




Lula, o verdadeiro Ministério da Verdade

Você se lembra bem. Você se lembra. 2 + 2 não dá 5. Pressionado no debate eleitoral em 2002, Lula afirmou que, se fosse eleito, criaria 10.000.000 de empregos.

Ontem, Lula disse que não disse isso. Disse que o país tem condições para criar os tais 10 milhões de empregos. Claro que sim, com uma política econômica diferente, menos burocracia e corrupção e mais coragem, trabalho e ética.

Em suas contas, Lulla afirma que sua gestão criou em média 108 mil empregos por mês, o que dará a metade do prometido (dados oficiais).

Está mais do que na hora de garantir os direitos do eleitor. Políticos que não cumprissem as suas promessas de campanha deveriam ser banidos do política e ter a pena de trabalhos forçados para pagar a dívida com seus eleitores.

Enquanto isso a prole deixa a vida a levar.




Os comentários anônimos não protegem a sua identidade

Os links de política de privacidade são como bula de remédio: quase ninguém os lê. Um holandês terá a sua identidade revelada por seu provedor a pedido da justiça.

Em 2003 a Lycos foi processada por um membro do Ebay com um pedido de revelação de identidade de seu cliente. O sujeito fez comentários anônimos que teriam prejudicado às vendas do comerciante.

Os dados dos clientes só podem ser revelados esses forem suspeitos de cometerem crimes virtuais. A justiça holandesa, numa decisão inédita, considerou os comentários prejudiciais ao comerciante e ilegais.