Diário de Winston Smith << Duplipensar.net

Diário de Winston Smith
Winston Smith é o protagonista da obra-prima de George Orwell, 1984. Num mundo em que os todos são vigiados permanentemente através da tecnologia, Winston compra um simples bloco de papel para registrar seus pensamentos


  Diário de Winston Smith, o blog do Duplipensar.net

O presente é o passado
A absoluta reconquista mexicana
George Orwell é o segundo melhor escritor britânic...
Jogador muda de nome para a Copa do Mundo de Rugby...
Corra que a polícia vem aí!
Bebê fica famoso na web antes de nascer
O Grande Irmão Chávez usa a tragédia do Peru para ...
Governo português, CIA, FBI e Vaticano alteram a ...
Decida pelo terceiro mandato de Lula
Curiosidades incovenientes do Pan
O Ministério da Verdade informa os próximos passos...


O passado é o presente
06.2004
07.2004
08.2004
09.2004
10.2004
11.2004
12.2004
01.2005
02.2005
03.2005
04.2005
05.2005
06.2005
07.2005
08.2005
09.2005
10.2005
11.2005
12.2005
01.2006
02.2006
03.2006
04.2006
05.2006
06.2006
07.2006
08.2006
09.2006
10.2006
11.2006
12.2006
01.2007
02.2007
03.2007
04.2007
06.2007
07.2007
08.2007
09.2007
02.2008
04.2008

Página Atual

 



Tapando o Sol com a Peneira

A propaganda oficial do Governo Federal afirma que a atual administração se importa com a Infra-estrutura do país. Segundo o Ministro dos Transportes sua pasta teve a verba orçamentária elevada de 2 bilhões de reais, em 2003, para 6 bilhões neste ano.

Como os acidentes da volta ao carnaval apenas começaram, é de se supor que o dinheiro da Operação Tapa-Buraco está sendo muito bem investido em anúncios de auto-promoção e propaganda eleitoral antecipada.




Guerra civil no Iraque

Os jornais de todo o mundo comentam sobre uma iminente guerra civil no Iraque. Ora, ela já começou há muito tempo. O país sob embargo após a Guerra do Golfo ampliou os confrontos entre curdos, sunitas e xiitas.

A guerra civil já está instalada há muito tempo antes de os sunitas atacarem o templo xiita na cidade de Samara, nesta quarta-feira.




Liberdade de expressão no país dos outros é refresco

A Europa usa como desculpa as charges de Maomé para defenestrar os muçulmanos de seus países. Hoje, a tão comentada liberdade de expressão caiu na fosso da mentira. David Irving, escritor inglês revisionista declarou-se culpado pelas apologias ao Terceiro Reich.

O escritor usou a liberdade de expressão em seus livros para dizer que os seis milhões de judeus mortos não foram mortos propriamente pelos nazistas. Segundo a história que nos contaram ninguém morreu de velhice, acidente, doença ou fogo amigo, todas as pessoas de crença judia morreram em câmaras de gás. Para levar isto a sério que tal ler o livro "A Indústria do Holocausto" de Finkelstein e entender o porquê alguns números são exagerados e empresas são investigadas.

Irving também é um dos maiores defensores da memória do ataque criminoso dos aliados em Dresden. Ataque ocorrido contra civis alemães com a guerra já ganha e sem nenhum propósito militar. No ataque morreram mais pessoas que em Hiroxima e Nagasaki juntas.

No julgamento do politicamente correto, Irving se declarou culpado tal qual os representates da Fraternidade pegos pelo Ministério da Verdade do livro 1984 de George Orwell.

Se as histórias de Irving são verdades ou não poucos podem afirmar pois a história é escrita pelos que ganham as guerras. Irving é uma amostra clara que a Europa só fala em liberdade de expressão quando lhe convém. Afinal, negar o holocaustos não é só particularidade de europeus.

Irving pode pegar dez anos de prisão por dizer o que pensa. Certamente muitas de suas afirmações são fruto de uma ideologia, mas condenar um homem por dizer o que pensa e deixar os editores de um jornal que insulta a religão alheia e conserva a de seus amigos é vergonhoso.

Irving está há três meses em prisão preventiva. Os editores do jornal dinamarquês estão soltos.




Jeitinho brasileiro no Haiti

Que vergonhas esta eleição no Haiti. Ainda querem que o Brasil seja membro permanete do Conselho de Segurança da ONU com um papelão deste. Explico: o candidato Préval, acusado de corrupação, teve quase 50% dos votos, o que geraria um segundo turno. Para evitar conflitos os votos em brancos foram distribuidos entre todos os candidatos e Préval conseguiu ganhar no primeiro turno.

Já pensou se eles se acostumam e declaram o metalúrgico mais rico do Brasil reeleito?




O Haiti é aqui. Afinal, são sempre os mesmos governantes

A apuração no Haiti está terminando e, provavelmente, René Préval deverá ser o novo presidente do país mais pobre das Américas.

Manifestantes tentam ganhar a eleição no grito, já que Préval está pouco abaixo da maioria dos votos válidos para vencer a eleição no primeiro turno.

Préval tem uma biografia muito interessante. Ele foi aliado do ex-líder Jean Bertrand Aristide, exilado em 2004.

Foi para isso que as forças de Paz ficaram no Haiti? Para promover uma falsa democracia de corruptos? Os mesmos que sempre governaram antes, os adeptos do "rouba mas faz", "eu não sei o que acontece no outro andar", "ninguém tem mais ética do que eu"?

Aliás, existe expressão mais duplipensada que "Forças da Paz"?




Fichado na Lan House e no Cyber Café. O Grande Irmão agradece

A partir de hoje os freqüentadores de Lan Houses e Cyber Cafés de São Paulo serão fichados. A medida da lei estadual é coibir os crimes online.

Os estabelecimentos que oferecem acesso à internet terão de criar um cadastro de todos os seus clientes. Mais. Os dados devem estar atualizados durante 60 meses. Quem desrespeitar a lei pode desembolsar de 3 a 10 mil reais.

O Grande Irmão que saber:
- O seu nome completo
- A sua data de nascimento
- O seu endereço
- O seu telefone
- O seu RG
- Hora e data de acesso
- Equipamento utilizado no estabelecimento

Certamente os crimes online devem ser coibidos, mas isto parece aquelas fichas de ônibus intermunicipais, onde a maioria não tem como checar endereço e muitas empresas nem conferem as identidades dos passageiros. Mesmo assim, assaltos são comuns nas estradas.

De boas intenções o inferno está cheio.




Charges de Maomé, Rolling Stones e Mein Kempf

O que tem a ver os tumultos causados pelas charges de Maomé publicadas pelo jornal dinamarquês, a censura dos Rolling Stones no Super Bowl e o livro Mein Kempf de Adolf Hitler?

Todos eles foram censurados recentemente. No Brasil a editora Centauro pode deixar de publicar o livro que é considerado o mais antinazista de todos, Mein Kempf.

Por falar em ditadores vale um frase de Mussolini. "Quer governar em paz? Não mexa nas religiões dos homens e na moda das mulheres."




Zé Dirceu na capa da revista

Quer saber o motivo de tanta defesa por parte da revista que tanto acusou a corrupção quando seus caros amigos eram oposição? Abra-a na página 20. Uma página inteira de propaganda do... Governo Federal!