Tópicos:
cidade de deus, filme cidade de deus, zé pequeno, mané galinha, longa-metragem, filme Cidade de Deus, baseado no livro, livro, Paulo Lins, cinema nacional, cinema brasileiro, linguagem inovadora, ritmo de videoclipe, montagem não-linear, história, crime.



Duplipensar.net é uma revista eletrônica baseada nos conceitos da obra-prima do escritor George Orwell, o livro 1984. Saiba mais sobre o Dupli nesta página. Criado em 21 de dezembro de 2001, o Duplipensar é um canal de expressão de novas idéias.

Cadastre-se Grátis
Cadastre-se e receba os boletins do Duplipensar em sua caixa de correio eletrônica. Saiba mais sobre o Boletim do Duplipensar.net.

Eleições 2012 - Eleições para prefeito e vereador nos municípios brasileiros em 2012
1º Turno - 7 de outubro de 2012
2º Turno - 28 de outubro de 2012

Eleições para prefeito e vereador no Brasil em 2012 (lista por estado)
Acre | Alagoas | Amapá | Amazonas | Bahia | Ceará | Espírito Santo | Goiás | Maranhão | Mato Grosso | Mato Grosso do Sul | Minas Gerais | Pará | Paraíba | Paraná | Pernambuco | Piauí | Rio de Janeiro | Rio Grande do Norte | Rio Grande do Sul | Rondônia | Roraima | Santa Catarina | São Paulo | Sergipe | Tocantins

Eleições para prefeito e vereador nas capitais dos Estados do Brasil em 2012
Aracaju | Belém | Belo Horizonte | Boa Vista | Campo Grande | Cuiabá | Curitiba | Florianópolis | Fortaleza | Goiânia | João Pessoa | Macapá | Maceió | Manaus | Natal | Palmas | Porto Alegre | Porto Velho | Recife | Rio Branco | Rio de Janeiro | Salvador | São Paulo | São Luís | Teresina | Vitória

   


 
  Inicial » Artigos » Resenha do filme "Cidade de Deus" de Fernando Meirelles

O juízo final na cidade de Zé Pequeno
O longa-metragem Cidade de Deus, baseado no livro de Paulo Lins, revoluciona o cinema nacional com uma linguagem inovadora, uma edição ágil dando um ritmo de videoclipe, montagem não-linear e uma fotografia primorosa nunca vistos no Brasil. E soma-se a tudo isso uma história forte sobre o cotidiano sofrido de pessoas, que como grande parte dos moradores de grandes cidades, convivem com o crime diariamente.




Publicidade


No filme Cidade de Deus não existem mocinhos. Todos estão envolvidos no círculo vicioso do tráfico de drogas e da violência. E no final todos são vítimas.

Cidade de Deus é o nome do conjunto habitacional da Cohab, construído na década de 60 no subúrbio, para alojar desabrigados e servir de moradia para retirantes nordestinos. Erguida num espaço inóspito, sem infra-estrutura, luz e esgoto o conjunto é a esperança de vida melhor para centenas de famílias.

Na primeira fase o filme foca as aventuras do Trio Ternura , uma quadrilha de criminosos iniciantes, e também apresenta o personagem Buscapé, um garoto sem esperanças ou sonhos e que vê o irmão mais velho iniciado no crime.

Ainda nos anos 60, o Trio Ternura sai de circulação, depois do famoso assalto ao motel com a participação de um garoto chamado Dadinho. É nesse momento que o garoto Buscapé desenvolve o sonho de ser fotógrafo.

Na segunda fase do filme, nos anos 70, a Cidade de Deus, devido a problemas com a expansão demográfica, começa a ganhar contornos de favela. O crime e a repressão, sempre presentes na comunidade, aumentam.

O Dadinho, agora com 18 anos, se torna Zé Pequeno e resolve trocar a vida de assaltos pelo tráfico de drogas, e para isso começa uma sangrenta luta pelo controle das "bocas" da CDD, como é conhecida a Cidade de Deus. Com eficiência, Zé Pequeno consegue o controle da maioria das "bocas" e se torna o bandido mais perigoso do lugar, tendo como rival um outro traficante chamado Cenoura. Em contraponto, Buscapé continua sua vidinha simples, sem namorada, sem emprego definido e fumando maconha eventualmente, enquanto espera pelo grande sonho de virar fotógrafo. A relação de Buscapé com Zé Pequeno não é das melhores, o garoto morre de medo do traficante, que é na verdade o assassino de seu irmão, quando os dois ainda faziam parte da quadrilha do Trio Ternura.

Sob a lei draconiana do tráfico, a Cidade de Deus vive uma nervosa aparência de tranqüilidade onde impera a lei do silêncio. Num retrato fiel daquilo que acontece no Brasil nos dias de hoje. Nessa fase uma frase dita pelo Buscapé ilustra bem a situação do crime organizado. "Se a droga fosse liberada naquela época, o Zé Pequeno seria eleito o Homem do ano".

O desfecho do filme acontece nos anos 80, quando a Cidade de Deus já é uma favela gigantesca, e o tráfico está cada vez mais forte e desumano. A violência na CDD está fora de controle e surge até um grupo de menores infratores conhecido como bando da caixa-baixa, formado por crianças de no máximo dez anos de idade, que roubam por toda a favela. Com a cabeça conturbada e cercado por tanta miséria, Buscapé tenta entrar para o crime e num assalto a ônibus frustado, surge um importante personagem , o Mané Galinha.

Inicialmente Mané Galinha é apenas um cobrador de ônibus que a duras penas tenta sobreviver na Cidade de Deus. Zé Pequeno é o deus da Cidade de Deus, senhor absoluto de toda aquela dor e miséria. Ele está próximo de eliminar o traficante Cenoura, seu último rival. E então o destino promove o encontro entre Zé Pequeno e o Mané Galinha. Zé Pequeno estupra a namorada, mata o irmão e destroi à bala a casa de Mané Galinha. Cego de vingança o ex-cobrador ataca o bando de Zé Pequeno e se alia ao grupo do Cenoura.

 


Mané Galinha reluta em entrar para o crime, mas com o tempo ele se convence que nessa guerra é impossível ficar em cima do muro, e junto com Cenoura inicia uma guerra na Cidade de Deus contra a gangue do Zé Pequeno.




Publicidade


Armas são distribuídas a esmo, e por qualquer motivo se mata na Cidade de Deus. Do lado do Zé Pequeno as coisas também esquentam, e para provar que ainda tem poder na comunidade ele resolve acabar com os roubos e dar uma "dura" no bando da caixa-baixa.

Numa das cenas mais fortes, significativas, do filme Zé Pequeno obriga um garoto de no máximo dez anos escolher e matar um entre dois garotos do grupo rival; e aos prantos um garotinho de quatro anos vê seu amigo ser assassinado a sangue-frio, por um outro garoto apenas alguns anos mais velho. É criança matando criança, é o fim da inocência, todo mundo é "bicho solto".

Com armamentos cada vez mais pesados a guerra entre Zé Pequeno e Mané Galinha perdura meses a fio. Enquanto o jovem Buscapé consegue dar o primeiro passo para realizar o seu sonho de ser fotógrafo, ele arranjou um emprego de entregador de jornal, e da distribuição ele consegue "escapar" até a redação do Jornal do Brasil. Na CDD Buscapé é "intimado" a fotografar a quadrilha do Zé Pequeno, "acidentalmente" suas fotos vão parar na primeira página do jornal. Morrendo de medo da reação do Zé Pequeno, Buscapé volta a CDD com o intuito de tirar mais fotos para o jornal.

Chega o dia do juízo final na Cidade de Deus, de repente Buscapé se vê cercando uma galinha, que como ele só quer sobreviver na CDD, enquanto ele mesmo é cercado pelo bando do Zé Pequeno, por um grupo de policiais corruptos e pelos bandidos do Mané Galinha. O tiroteio é inevitável.

Mané Galinha é morto, vítima de uma vingança, como a que ele buscava quando entrou para o grupo do Cenoura. Zé Pequeno é preso e acerta o pagamento de propina para os policiais e é liberado, mas acaba sendo morto pelo bando da caixa-baixa, e mais um ciclo de vingança se fecha. Buscapé consegue boas fotos para o jornal, e os garotos da caixa-baixa, ainda na pré-adolescência se tornam os novos chefes do crime na Cidade de Deus.

Ficha do Filme Cidade de Deus:
País: Brasil
Ano: 2002
Idioma: Português
Diretor: Fernando Meirelles e Kátia Lund (co-direção)
Roteiro: Bráulio Mantovani, baseado no livro "Cidade de Deus" de Paulo Lins
Gênero: Crime / Drama / Thriller
Elenco: Alexandre Rodrigues - Buscapé | Leandro Firmino - Zé Pequeno | Phellipe Haagensen - Bené | Douglas Silva - Dadinho | Jonathan Haagensen - Cabeleira | Matheus Nachtergaele - Sandro Cenoura | Seu Jorge - Mané Galinha | Jefechander Suplino - Alicate | Alice Braga - Angélica | Emerson Gomes - Barbantinho | Edson Oliveira - Barbantinho Adulto | Michel de Souza - Bené Criança | Roberta Rodrigues - Berenice | Luis Otávio - Buscapé Criança | Maurício Marques - Cabeção | Gustavo Engracia - Editor do Jornal | Darlan Cunha - Filé-com-Fritas | Robson Rocha - Gelson | Thiago Martins - Lampião | Leandra Miranda - Lúcia Maracanã | Graziela Moretto - Marina Cintra | Renato de Souza - Marreco | entre outros.

Livros e DVD's relacionados com o artigo: O juízo final na cidade de Zé Pequeno Resenha do filme Cidade de Deus de Fernando Meirelles
• Livro Cidade de Deus - PAULO LINS
• Livro Cidade de Deus: o Roteiro do Filme - FERNANDO MEIRELLES, BRAULIO MANTOVANI e ANNA LUIZA MULLER
• DVD Cidade de Deus - Duplo

Artigo de Jukka Guimarães.

  Cena do filme Cidade de Deus Cenas do filme Cidade de Deus Cena do filme Cidade de Deus Cenas do filme Cidade de Deus Cena do filme Cidade de Deus Cenas do filme Cidade de Deus Cena do filme Cidade de Deus Cenas do filme Cidade de Deus Cena do filme Cidade de Deus Cenas do filme Cidade de Deus Cena do filme Cidade de Deus Cenas do filme Cidade de Deus Cena do filme Cidade de Deus